Série: PNL nos estudos – RECURSOS E INTERFERÊNCIAS #3

Recursos e Interferências

*por Caco Penna

               Antes de começar, lembre-se de que este é o terceiro artigo de uma série de textos sobre como você pode potencializar o seu estudo com a utilização da PNL. As outras partes estão nos links:

Levantando voo nos estudos (PNL Aplicada #1)

https://www.provadeportugues.com.br/single-post/2018/01/19/Levantando-voo-nos-estudos

Anamnese dos Estudos (PNL Aplicada #2)

https://www.provadeportugues.com.br/single-post/2018/02/04/Anamnese-dos-estudos-PNL-aplicada-2

               Pronto? Então vamos lá…

 

 

Você já teve aquela sensação de não ter aproveitado o seu tempo de estudo como poderia? Como é a sua sensação ao final do dia? E ao final do mês? E ao final do ano? E quando não fazemos a menor ideia de o que nos atrapalhou? Vamos ver um caminho para resolver isso e potencializar cada vez mais nosso tempo de preparação para a prova!

Vamos continuar trabalhando a nossa Fórmula da Mudança. Agora que já temos o nosso objetivo bem determinado e identificamos o nosso estado atual, vamos às últimas etapas do processo de planejamento do nosso voo:

               OS RECURSOS

               Quais são os recursos que você tem à sua disposição? Ponha-os no papel e vá atualizando a lista sempre que tiver acesso a novos caminhos.

Exemplo:

– Livros

– Sites

– Vídeos no canal do Caco

– Artigos no site do Caco

– Outros canais de conteúdo produtivo

– Grupos de estudo

– Tempo livre (que pode ser utilizado para o estudo)

– Acesso a técnicas de estudo

– Cursos presenciais  e/ou online

– Acompanhamento de um Coaching

– Hipnoterapia para foco, concentração, estímulo…

– E outros recursos que você vá encontrando

 

POR QUE É IMPORTANTE “BOTAR NO PAPEL”?

               Já aconteceu de você pensar: “não tenho camisetas para usar hoje”, aí outra pessoa vai até o seu armário, começa a tirar camiseta por camiseta de lá, e você percebe o tanto de roupa que havia lá dentro? Ou aquele dia em que você abriu a geladeira e pensou: “não tem nada para comer”, e nem percebeu o iogurte, a pizza de ontem, o feijão que sobrou do almoço e o requeijão para passar na bisnaguinha, que está em cima da mesa há uma semana?

Isso se chama… rotina! Nosso cérebro trabalha com alguns “filtros”: omissão, distorção e generalização. Isso ainda será assunto de um artigo, mas, por enquanto, vamos apenas entender que, se vemos algo constantemente, se aquilo faz parte do nosso cotidiano, passamos a não notá-lo mais.

Não percebemos mais o barulho da serralheria na frente de casa, a grosseria do balconista, o sal em excesso na comida, o caos no trânsito… mas também deixamos de perceber os aspectos bons: o sol nascendo, o sorriso dos filhos, as oportunidades que temos à nossa mão!

Impossível não se lembrar do texto de Marina Colasanti:

https://www.youtube.com/watch?v=ruN_LR60ZfQ

De volta ao seu planejamento: “botar no papel” é, antes de tudo, um convite à autorreflexão, à percepção do seu cotidiano, à valorização de tudo o que está à sua volta e que, sem perceber, estava sendo relegado.

“Não tenho camisetas, não tenho nada para comer, não tenho como estudar!”

Faça uma lista de todas as suas roupas, de tudo o que há na sua geladeira ou no armário da cozinha e… de todos os recursos que você tem à sua disposição para alcançar o seu resultado desejado!

Feito isso, vamos para o ponto MAIS IMPORTANTE da nossa Fórmula da Mudança:

 

               AS INTERFERÊNCIAS

               Assim como listamos os recursos que temos à nossa disposição, vamos listar todas as interferências internas e externas que nos impedem de utilizar nossos recursos com eficácia. E aqui está o grande motivo pelo qual esta lista é PESSOAL E INTRANSFERÍVEL: se você fizer para mostrar para alguém, você talvez não será 100% sincero, pois aqui é o momento de nos autoavaliarmos e vermos tudo o que fazemos que nos desvia do nosso objetivo.

Sim, nessa lista estrarão todas as suas atividades (TODAS!) que não estão relacionadas ao seu foco:

– Trabalho de segunda a sexta, das 8h às 18h;

– Pratico esporte, luta, surf…

– Faço aula de dança, crossfit, culinária…

– Vou ao cinema 2 vezes por semana;

– Atualizo as redes sociais a cada 30 minutos;

– AMO os vídeos do Porta dos Fundos, vejo todos!

– Minha avó está doente e eu cuido dela;

– Demoro muito no banheiro porque levo o celular;

– Levanto para beber água e acabo perdendo o foco;

– E as outras tantas atividades do seu dia a dia que não estão diretamente relacionadas ao estudo.

Também entram aqui as interferências internas:

– Tenho muito sono de manhã;

– Não gosto de tal matéria, então não estudo;

– Não gosto do professor tal, então não assisto à aula dele;

– Fico muito disperso durante o estudo;

– Não estou motivado o suficiente;

– E outros tantos sentimentos e estados físicos e mentais que impedem você de aproveitar ao máximo o tempo dedicado ao estudo.

Observação: Calma, você não precisa se lembrar de tudo agora. Essa lista pode ir sendo atualizada ao longo dos próximos dias. Sempre que perceber uma nova interferência, coloque-a na lista.

Caco, então você está sugerindo que eu não deva mais trabalhar, cuidar da minha avó ou beber água? Claro que não! Justamente por isso estamos colocando TUDO na lista, porque agora vem o segundo momento: quais interferências devo neutralizar?

É comum o estudante não se preocupar com as pequenas interferências, parando, inclusive, de percebê-las; mas, quando olhamos para tudo, assim, em uma lista, vemos que, ou selecionamos algumas interferências para neutralizar completamente, ou continuaremos sem saber “por que o dia passou e eu não fiz nada”.

               SE AGIRMOS SEMPRE DO MESMO MODO, ALCANÇAREMOS SEMPRE OS MESMOS RESULTADOS!

               Se, até hoje, não alcançamos o nosso resultado desejado, talvez seja necessário mudar a forma como estamos agindo para alcançá-lo. Quais interferências você vai neutralizar e como vai fazer?

– Tenho muito sono de manhã – Dormir todo dia às 22h. / Tomar café em vez de suco de maracujá…

– Fico muito disperso durante o estudo – Buscar vídeos que falem sobre concentração. / Fazer uma ou duas sessões de hipnoterapia com o Caco.

– AMO os vídeos do Porta dos Fundos, vejo todos! – Deixar o primeiro domingo do mês para relaxar. Neste dia, vou assistir a todos os vídeos atrasados.

– Vou ao cinema 2 vezes por semana – Em nome de um bem maior, durante o processo de estudo, vou uma vez ao mês.

– Levanto para beber água e acabo perdendo o foco – Deixar uma garrafa de água ao lado da minha mesa, assim não preciso levantar.

A lista agora vai se desdobrar em duas: uma com as interferências que você decidiu neutralizar e como isso será feito, outra com as interferências que você decidiu não neutralizar.

Feito isso, temos a nossa fórmula da mudança:

               ESTADO ATUAL+ RECURSOS – INTERFERÊNCIAS = ESTADO DESEJADO

               Agora você está pronto para traçar o seu plano de voo!

Claro que isso tudo poderá (e deverá) ser revisto e refeito quantas vezes forem necessárias. E será justamente esse o assunto do nosso próximo post!

Espero ter deixado claro! Continue sempre por aqui! Ah, e estou esperando por você no Youtube, no Instagram, no Face, no Twitter… não só nos posts de PNL, mas nos de gramática, afinal, se você está comigo, não aceito menos do que ver você gabaritar a sua próxima Prova de Português!

Para mais artigos sobre PNL e outros assuntos relacionados ao português para concursos públicos, visite o site www.provadeportugues.com.br

Grande abraço e bons estudos!

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s